sábado, 20 de novembro de 2010

Esquartejando Mosquitos

Hoje aconteceu coisas inexplicáveis (não pela concordância mal feita). Estava eu com uns amigos, aquele grupinho feliz ou não, depende de quem vê do lado de fora, mas isso não vem ao caso no momento.
Era ela, uma doida que ama defender os animais (logo, só pra avisar, vegetariana, o que não tem nada a ver, ela é o que quer). Se não fosse por esse motivo, um mosquito pousou nela.
E toda aquela vontade de salvar a ideologia animal foi pro brejo. Ela deu um tapãp, daqueles, daqueles tapões que doem até a alma, no mosquito.
O coitado do mosquito caiu no chão. O sentimento de salve os animais mesmo que os animais matem os animais humanos, ficou mais forte. Ela virou pros lados, a lágrima escoorreu o olho, e ela gritou, dizendo o seguinte:
- Eu vou pro infeeeerno.
Por que? por que ela diria isso. mas acalme-se, ela complementou, olhando o coitado do mosquito (digo, restos).
- Eu esquartejei o mosquito.
Ah, por favor, não deu pra não rir. Afinal, loucura é coisa pra poucos.

2 comentários:

  1. sobre o vegetarianismo...
    a produçao de carne(musculo de um corpo de um ser que ja foi vivo agora em decomposiçao nao pode ser motivo de assassinato
    é muito sofrimento tirar seu pescoço ainda vivo,é muito triste ter que matar para ter prazer em saborar corpos que poderiam estar vivos felizes,arrancam deles,ainda vivo, seus bicos nao poderao mais bicar nem mexer-se porque estarao entre milhares dentro de "campos de concentraçao" esperando a morte .suas asas foram feitas para voar sua pele para te proteger querem liberdade para viver o que é direito de todo ser que nasceu,suas pernas nao aguentao mais suportar o peso das drogas que injentam para engordar-los alem de separar de suas familias quando nao sacrificam antes do abate matando seus irmaos tios amigos mae etc... com golpes atendo-os ao chao com muita força arrancando suas orelhas cabeças... agora é minha vez vao cortar meu cortar meu pescoço espendurar-me com a cabeça para baixo mas antes vao nos transportar em caminhoes sem espaço para mexer-se e se sobrevivermos ao frio a dor a depressao... irao jogar nos em caldeiroes de agua quente para arrancar nossos pelos é muito infeliz morrer assim para saciar o paladar dos "humanos" sem conhecerem a liberdade já nasceram condenados ao assassinato.
    dos machos vao arrancar seus chifres , das femeas serao tirados seus filhotes , seu leite alimento que seria para seus filhos sera vendido para "humanos" e o que sobrar sera sera esquartejado, mas antes serao torturados depois de separados da familia ira para o abate assim como todos que nasceram condenados pelos"humanos" estarao lá sem antes conhecer o quanto é linda a natureza a liberdade a vida sem saber como é ser feliz sem conviverem com seus semelhantes sem...
    E como eles nao conseguem se defender tenho a obrigaçao de defende-los e tentar mudar o destino de alguns deles. é impossivel pensar em natureza sem pensar nos animais e o que sera da natureza sem os animais ? nao temos o direito de tirar a liberdade de amar de viver e de serem felizes. nao é pecado,mas é muita injustiça devemos alimentar de vida e nao de morte tambem somos animais temos semelhanças e muitas é só parar e refletir.
    ha e quanto a historia do mosquito nao foi bem assim nao
    bruna

    ResponderExcluir
  2. ah bruna fala serio o macaco mosquito é um blog de diversão não é nenhuma critica a nada não

    ResponderExcluir