sábado, 4 de dezembro de 2010

Dormidas Confabulatórias

É a hora exata de se imaginar entrando numa nave espacial sem rumo estelar. O buraco negro está pertinho, há milhões de quilômetros. Vamos voltar agora pra realidade.
Já viu o quento a árvora da sua rua está ali, parada, sem ter muito o que fazer. Então, que tal levá-la pra passear sem retirála de lá?
Esquece, árvores são bobas, não tem imaginação, já vocês, tem tenta. Doanto, podemos considerar.
Pois, é, ontem a noite sofri com um mal que eu mesmo me coloquei no status nada convincente de uma "dormida confabulatória", sabe quando vc fica lá, nasquele estado dorme ou não dorme, olha pro lado e decide acender a luz, as sabe que ela ilumina demais pro horário (não, eu não estou pensando besteiras). Pois bem, as dormidas confabulatórias contribuem em massa para aquela parcela da população que quer mais é ficar vendo TV ate tarde, ou sofre de insônia mesmo, depois, dizem que o melhor feriado é 1 de janeiro, porque é hora de dar adeus ao ano velho, que fica novo de novo, e depois de doze longínquos (que em 31 de dezembro insistem em dizer que passou rápido), o ano fica velho, velho, velho. Que nada, há 365 dias (pouquim demais) vc disse que ele era novo, ou vai me dizer que era novo em 01 de janeiro e agora está velho em 31 de dezembro? Antes que me perguntem, eu pensei nisso noite passada.
Será que somos idosos renovados a casa ano? Ou sonhamos coisas inexplicáveis e postamos no blog que confabulamos conosco mesmos à noite?

Um comentário:

  1. Postamos no blog que confabulamos conosco mesmos à noite. rs

    ResponderExcluir