terça-feira, 30 de novembro de 2010

Curtura i Árti: Piada Nerd (só pra descontrair)

Hoje eu descobri o quanto uma piada de nerd pode ser engraçada. Sério, eu não minto (não, não é a do pintinho sem bunda).
Carinhosamente essa piada tem tudo a ver com as idiotices:

"O que é pior do que ser atingido por um raio? - Ser atingido por um diâmetro"

Que bonita a sua roupa...

domingo, 28 de novembro de 2010

Anormalidades ao Extremo

Será... que alguém aí percebeu o súbito do incômodo que naa está normal?
É, falei idiotices de novo, isso deve traduzir:
"Era uma vez uma casa, era verde e bela, como um alface, a casa caiu, pois era o dia dela cair. Então, era hora simplesmente de uma moto chegar e buscar todos que estavam lá, mas a moto estava sem quem pilotar. Sra. Frescura, viu seu cabelo sujar e sofria horrores com aquilo. Dr. Idiotice não sabia que a situação era extrama e nem se deu conta de que ´poderiam estar na moto. A chuva veio, e eles seguraram um tronco, um tronco podre, e não sobreviveram."
Estão vendo, nada é normal, sempre tem um doido querendo estragar a podridão que já tá no mundo mesmo. nInguém morre por aí e não fala com ninguém, porque já vi pessoas sairem de casa para ir pra casa (?) mas essas pessoas eram sãs de cabeça.
(Pensemos nas criancinhas que não sabem ler, pois elas estão livrando suas cabeças de uma coisa dessas, e assim nunca vão esquartejar mosquitos..., mas a do coelhinho devem saber. Todos juntos: Cu...)

sexta-feira, 26 de novembro de 2010

Enchendo Linguiça: A loucura

A loucura, pode-se dizer de passagem ou não (claro que vai de cada mente - esquisitice) é como essa imegem.
Pocotei o Pocotó!

Fritagem asfáltica

Asfalto quente, é um dilema.
A postagem do papai noel citou muito bem a história do coelhinho, mas todos sabemos que coelhos (cá entre nós, meus parentes, xD) são apenas pequenos orelhudos que não tem culpa da vida tosca que tem.
Eu conheço gente que comia coelho (o ANIMAL) e que achava bom (o gosto!) e aí, oq ue isso tem a ver com a fritagem asfáltica?
Primeiro: Há uns dias que da minha cabeça só saem idiotices (e vcs sabem disseo)
Segundo: os coelhos são atacados podo dia por cortadores de grama
Terceiro: hoje vi fumaça sair do asfalto.
Aaaaaa que bosta...
To sem criatividade...!

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Postar

Quando eu percebi que ter um blog era uma loucura, não imaginei que era uma loucura benigna.
Como diria Marcela "é o blog de depois das 11". Isso vem ao caso. Não estou me autocolocando numa posição altíssima principalmente porque eu escrevo mesmo o que me vem a cabeça.
Gente! Falta um mê spro Natal!!! Então, vão lavando as meias "chulezentas", vão selecionando tudo e abrindo a chaminé (pois ninguém quer ver Papai Noel entalado, certo?). mas falta um Mês, vão com calma, ninguém se desesperará na hora se não tiver deito muita coisa.
Pra começar a se preparar, vamos cantar:
"Jingle Beel, Jingle Bell, acabou o papel
Não faz mal, não faz mal, limpe com o jornal
O jornal tá caro, tá caro pra chuchu...
Pra que tanta coisa..." (complete no seu consiente, e Feliz Natal, desde agora, vai que na hora eu tenho que desentalar o Noel da chaminé...)
(Ah, musiquinha tradicional hein, coitada das crianças que começam a cantar a do coelhinho...)

terça-feira, 23 de novembro de 2010

segunda-feira, 22 de novembro de 2010

E quando...

Já pensou em perguntar... quando?
Quando tudo começou dentro da viagem que fazemos, mesmo que não se soubesse desde o início, pois tudo começou lá.
Qual será que foi a viagem do conhecimento até a atualidade? Ele cresceu, ou ele diminuiu?
Sabe, nos tempos de hoje não se pode duvidar de mais nada. O mundo tá se afundando e tá crescendo na questão do conhecimento pessoal e individual de cada um. Restam uns poucos que ainda pensam que a união faz a força. mas esses poucos não são tão poucos assim. É só olhar para o lado de fora e ver que o mundo precisa de nós, e não nós precisamos de nós. Ou vc acha que sentado em frente ao PC tá fazendo alguma coisa de útil o tempo todo. No máximo está olhando para o próprio umbigo e dizendo: "Os outros que se f#$@%". mas vc também pode pensar: "Eu preciso de tanta gente, e tantagente precisa de mim".
Ainda tenho esperanças de que a segunda citação se realize.
Não querendo me abalar, mas espero que ainda reste um pouco de solidariedade no futuro que há de vir, pois no futuro que hoje é o presente eu não vejo tanto isso (ainda bem que há pessoas um tanto prestáveis que fazem questão de pensar nos outros e não só em si, aindabem). Mas, vamos acreditar que tudo é possível, sem se despedir dos erros que cometemos, sem receio de perder a felicidade, pois não se perde felicidade assim.
Para o alto e avante!

sábado, 20 de novembro de 2010

Rio Grande do Sul

Já pensou em reparar que, interneticamente falando, o Rio Grande do Sul é o estado mais feliz do Brasil?
Ah, ficou na duvida né.
Eu sabia, mas eis uma explicação razoável (não se intimide se tiver ficado uma bosta):
Imagine que eu falasse pre vc no msn isso, vc me responderia o que. (Se vc risse, ou falaria KKKK - que não é o assunto) ou falaria logo de uma vez (RSRSRS)
Tá respondoda a pergunta? Não. Aquele estereótipo sobre os gaúchos. pelamordeDeus. Chega né, é melancolia da parte de qualquer idiota. Coitados. Só porque eles são felizes.
E tem mais uma coisa, não precisa vir perguntar:
- Por que então eles seriam felizes.
Eu iria te responder calmamente como uma pessoa qualquer tranquila:
- Lembra do MSN (rsrsrs)?
...
...
Passou-se o momento pensativo seu, e vc lembrou. Agora me responda. Foi uma bosta?

O "K"

Já reparou que a letra K tem um misticismo estadual muito grande?
É, isso mesmo, porque ela não estava no nosso alfabeto e agora está, mas derrepente temos a ideia de que apenas essa letra causa toda a concepção de uma ação normal que há em cada um dos seis bilhões e meio de pessoas que moram nesse pálido ponto azul: o sorriso.
Quem é que nunca escreveu... KKKKKKKKKKKKK pra rir no pc?
Oremos pra que a letra K salve o mundo, porque se depender dos sem-graça, o mundo vai secar e todo mundo vai morreeeeeer.
Ai que burro, dá zero pra ele.

Curtura i Árti: Seria o Rolex?

Transcrevendo uma letra de música filosófica (by: Móveis Coloniais de Acaju)

Minha doce dor se esconde
Por trás de um sorriso
Comprado, corrompido
Feliz fingido

Penso, dispenso explicações
Não controlo meu super-ego
Impossível entender minha tristeza
Já desisti não existe porquê
Sou apenas mais um alegre deprê

Busquei em vão
Identificar
Motivos para não
Querer te guardar


Pensemos na filosofia dessa musica.

Esquartejando Mosquitos

Hoje aconteceu coisas inexplicáveis (não pela concordância mal feita). Estava eu com uns amigos, aquele grupinho feliz ou não, depende de quem vê do lado de fora, mas isso não vem ao caso no momento.
Era ela, uma doida que ama defender os animais (logo, só pra avisar, vegetariana, o que não tem nada a ver, ela é o que quer). Se não fosse por esse motivo, um mosquito pousou nela.
E toda aquela vontade de salvar a ideologia animal foi pro brejo. Ela deu um tapãp, daqueles, daqueles tapões que doem até a alma, no mosquito.
O coitado do mosquito caiu no chão. O sentimento de salve os animais mesmo que os animais matem os animais humanos, ficou mais forte. Ela virou pros lados, a lágrima escoorreu o olho, e ela gritou, dizendo o seguinte:
- Eu vou pro infeeeerno.
Por que? por que ela diria isso. mas acalme-se, ela complementou, olhando o coitado do mosquito (digo, restos).
- Eu esquartejei o mosquito.
Ah, por favor, não deu pra não rir. Afinal, loucura é coisa pra poucos.

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Chispa a Carrancuda

E manda a coisa ruim pra fora, meu fi. Essa vai pra todos que ficam por aí no PC o dia todo, com se MSN aberto sem noção de como é bor ir pro meio do mato ( não pensem besteiras, povo com a mente poluída ).
Ah vá, não me diga que se acertou? Decidiu que ia fazer uma coisa boa da vida? Sério? É pra quando, hoje, amanha?
Ah então tá! Só pro ano que vem? Não vale. Chispa logo, só se for agora, parece que nunca ouviu música de doido que diz assim: " Busquei em vão identificar motivos para não querer te guardar ".
Credo, eu disse isso? Acho que pirei, é melhor parar por aqui, amanhã tenho que levantar tarde pra fazer algo útil...

Mentirinha...

Por mais que pareça






Nós não somos um blog sem graça.

Mais um triste dia

Pois é...
Hoje eu estava a caminho do trabalho e vi uma pessoa andando na rua numa felicidade extrema que contagiou todo mundo que estava na rua. parecia que ia sair voando, ao mesmo tempo que algo parecia loucura da parte daquela pessoa.
- Mas como o dia foi triste? - alguém pergunta, lendo isso.
Sorriso pra você!
Ah, eu explico. Sei lá, batia uma crise de depressão em casa olhar que olhava na direção oposta a felicidade extrema. E tudo aquilo que se exibia era apenas a felicidade que se opunha a tristeza. Gente! Eu tomei um susto grande quando um cachorrinho preto veio acima de mim, aquli parecia um Mosquito (sem Macaco) voando.
Sei lá se foi isso. Se foi, foi, se não foi, não foi. Só sei que foi mais um dia triste.
E daí, nem sei o que eu tenho com isso, é, o feliz foi atropelado por um caminhão.

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

Como se não bastasse.

Imagina quando uma pessoa te enche o saco e vc não sabe mais onde enfiar a cara. Senão já viu, né a vontade que dá de meter o murrão na cara da pessoa junto com o transtorno bipolar que não deixa, faz vc se controlar ao extremo.
Que vontade de sair dessa vida.
Que vontade de correr para o lugar certo.
Mas aí a força da gravidade que pende pros lados começa a falar que é melhor vc também encher o saco daquela pessoinha irritante, e quando está quase perdido, cai na melancolia de não se saber mais o que está fazendo. Se tornara um tremento noiado. Simples assim, apenas com a esperança de como se não bastasse, aquele mosquito entra na sua boca e tu engoles.
Aquela pessoinha vai ter que te ajudar... O deverá te deixar morrer?

Tenho quase certeza de que estou no lugar errado

Sabe, quando eu ouvi isso em uma música dos Móveis coloniais, quase pulei de loucura. Sabe que é verdade? Ninguém esá no lugar certo, e eu descobri que do mesmo jeito que ningué está não se está nem ninguém. Pode ser que o que eu acabei de falar e totalmente sem noção mas faz sentido. É só ligarmos a TV e veremeos que Temos quase certteza de que Estamos no Lugar Errado.
É melhor sonhar com o dia que as coisas vão ser normais...

















Pensemos: será que somos normais???