domingo, 28 de novembro de 2010

Anormalidades ao Extremo

Será... que alguém aí percebeu o súbito do incômodo que naa está normal?
É, falei idiotices de novo, isso deve traduzir:
"Era uma vez uma casa, era verde e bela, como um alface, a casa caiu, pois era o dia dela cair. Então, era hora simplesmente de uma moto chegar e buscar todos que estavam lá, mas a moto estava sem quem pilotar. Sra. Frescura, viu seu cabelo sujar e sofria horrores com aquilo. Dr. Idiotice não sabia que a situação era extrama e nem se deu conta de que ´poderiam estar na moto. A chuva veio, e eles seguraram um tronco, um tronco podre, e não sobreviveram."
Estão vendo, nada é normal, sempre tem um doido querendo estragar a podridão que já tá no mundo mesmo. nInguém morre por aí e não fala com ninguém, porque já vi pessoas sairem de casa para ir pra casa (?) mas essas pessoas eram sãs de cabeça.
(Pensemos nas criancinhas que não sabem ler, pois elas estão livrando suas cabeças de uma coisa dessas, e assim nunca vão esquartejar mosquitos..., mas a do coelhinho devem saber. Todos juntos: Cu...)

Um comentário:

  1. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    vc gosta da do coelhinho, rs

    ResponderExcluir